Foto de Ana sorrindo. Ana é uma mulher branca de meia-idade, com grandes olhos castanhos e cabelos ondulados com mechas louras, na altura dos ombros.

Ana Cecília Rocha Veiga

Ana Cecília Rocha Veiga é professora associada da UFMG. Formada em arquitetura e urbanismo, com especialização em tecnologia e produtividade das construções, iniciou sua carreira docente em 2004. Como professora substituta, integrou o Departamento de Análise Crítica e Histórica da Arquitetura e do Urbanismo.

Em 2006, tornou-se concursada na UFMG, lecionando no Departamento de Tecnologia da Escola de Arquitetura, Urbanismo e Design e na Escola de Engenharia.

Em 2017, transferiu-se para a Escola de Ciência da Informação, onde atua como professora associada e pesquisadora nas áreas de gestão, Web, tecnologias da informação e comunicação, acessibilidade digital e teoria cultural. Também leciona no Programa de Pós-Graduação PROMESTRE da Faculdade de Educação da UFMG, linha Museus e Divulgação Científica.

É ex-diretora do Museu da Escola de Arquitetura (MARQ UFMG). Idealizadora e gestora do Portal Webmuseu e do laboratório virtual LavMUSEU UFMG.

Autora do livro Gestão de Projetos de Museus e Exposições, publicação da sua tese de doutorado, que esgotou a primeira edição e tem sido reimpresso desde então. O livro é adotado como referência por diversos concursos públicos, cursos de graduação, MBA e pós-graduação no país.

Coautora de seis outros livros, sendo um publicado pela ANTAC e dois internacionais. Destaque para o capítulo sobre o projeto premiado Pedras Sabidas, publicado pelo Smithsonian, o maior complexo de museus e instituições de pesquisa do mundo, em Washington D.C. Tratou-se de uma seleção internacional das melhores práticas em interatividade digital inclusiva, gerando um livro editado pelo Access Smithsonian.

Casada há 18 anos com seu amado esposo, Alberto Nogueira Veiga, especializado em cardiologia e medicina de família e comunidade. Compartilha com ele as dificuldades e as tantas alegrias de criar um casalzinho de filhos. Um menininho que nasceu em 2014 e uma menininha que chegou em 2017. O blog desta plataforma é um legado de ideias para eles.

Evangélica progressista, defende que fé e ciência são plenamente compatíveis. Como anunciou o apóstolo Paulo, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três. E o maior destes é o amor.

Newsletter


    Pular para o conteúdo