Desumanidades

Categorias: Aspas
Tags: ,

Clique com o botão direito do mouse na imagem para salvar.

Outro dia estava na fila do caixa, quando um moço visivelmente pobre tentava comprar um miojo. Faltava-lhe algumas moedas para completar o valor e o cliente do caixa ao lado lhe deu o dinheiro.

Quando o moço estava quase terminando de pagar sua refeição, os seguranças da loja o puxaram com força, levantando sua camisa. Foi quando todos descobrimos que ele escondia ali alguns pacotes de comida furtados.

Os seguranças tomaram-lhe todos os itens, inclusive o miojo. E o moço foi, então, jogado para fora do estabelecimento de forma truculenta, mas não chamaram a polícia. Ele partiu rua afora, levando consigo a humilhação e o estômago vazio.

A cena devastou meu coração. E este moço não está só em seu desespero.

Segundo pesquisa da Rede Penssan sobre a fome no Brasil, com dados de dezembro de 2020:

  • 55% dos lares brasileiros vivia em estado de insegurança alimentar, ou seja, seus moradores não tinham certeza se conseguiriam comer naquele dia.
  • 20% da população (43 milhões de pessoas) não possuía alimentos o suficiente.
  • 9% passava fome no dia a dia, ou seja, 19 milhões de brasileiros.

Essa situação pode ter piorado em 2021.

A miséria extrema nos desumaniza, pois, pessoas famintas pensam e agem focando somente na resolução de um único problema: a sobrevivência. E isso compromete a capacidade de planejamento de longo prazo e, por consequência, sequestra o futuro dessa pessoa, já que a mente só consegue raciocinar conforme a fome presente.

Como uma sociedade, que ainda por cima se afirma majoritariamente cristã, pode normalizar tamanha desumanidade?

Notas

Agradecimentos: Alberto Nogueira Veiga, Paulo Rocha, Heloísa Helena Rocha e todos os que me deram seu precioso feedback, obrigada pelos comentários e sugestões.

Newsletter

Em breve teremos um newsletter mensal, com conteúdos exclusivos. Não repassamos seus dados a terceiros e não encaminhamos spam. Cadastre o seu melhor e-mail!  Saiba mais

    Leia também