WordPress e Tainacan: Usuários e Perfil

Link para o vídeo: https://vimeo.com/450769615/1121d10b97

Transcrição

O WordPress permite a gestão e a classificação dos usuários dos seus websites, a partir de categorias que determinam as funções e as permissões que serão concedidas a estes usuários cadastrados.

São estas as categorias e funções padrão do WordPress, como veremos a seguir.

Os visitantes são todos aqueles que navegam em um website público sem realizar nenhum tipo de cadastro. Dependendo das configurações e do conteúdo do website, um visitante pode realizar algumas interações, como postar um comentário, participar de pesquisas on-line ou enviar uma mensagem utilizando um formulário de contato.

Já os Assinantes precisam efetuar cadastro no site, acessando-o através de login e senha. Contudo, possuem as permissões mais básicas do WordPress, não sendo autorizado aos Assinantes a criação de conteúdo. Se o website estiver configurado para permitir comentários somente de usuários cadastrados, os assinantes poderão, então, comentar. Além disto, algumas plataformas podem oferecer conteúdos exclusivos para assinantes, como intranet de instituições, blogs com área de membros ou cursos on-line.

Os Colaboradores escrevem e gerenciam seus posts, mas não podem publicá-los ou adicionar arquivos de mídia, como vídeos e imagens. Suas publicações ficam pendentes, aguardando autorização superior para ir ao ar.

Os autores podem publicar e gerir seus próprios posts, além de terem autorização para enviar arquivos para a biblioteca de mídias do WordPress. Os autores não dependem da aprovação de ninguém para levar o seu conteúdo ao ar.

Os editores podem publicar os seus próprios posts e também alterar e gerenciar as publicações dos demais usuários.

Os administradores possuem acesso a todos os recursos do website, não só de publicação de conteúdo, mas de web design e demais configurações. O Administrador, portanto, pode executar todas as funções dentro de um website WordPress.

Cada website feito com WordPress tem sua própria instalação do software, com exceção das instalações Multisite. O que é isto? É uma forma de configuração do WordPress que permite, em uma única instalação, o desenvolvimento de diversos websites diferentes, chamados de subsites. A grande vantagem do Multisite é que ele compartilha recursos entre seus subsites, além de facilitar atividades rotineiras de administração, como atualização das versões do WordPress, temas e plugins. Na instalação Multisite é possível, portanto, compartilhar também usuários.

Além das categorias padrão do WordPress, os plugins também podem criar suas próprias categorias de usuários. É o que fez o plugin gratuito Tainacan, que permite a publicação de coleções on-line e repositórios digitais. O Tainacan disponibiliza um menu de permissões no qual podemos visualizar e editar suas dezenas de funções e permissões específicas, tais como criar taxonomias e gerenciar filtros para suas coleções.

Clicando em uma dessas permissões, de maneira simples e intuitiva, podemos determinar quais usuários poderão realizá-la. Neste exemplo, percebemos que somente os usuários classificados como Administrador ou Editor Tainacan possuem permissão para criar novas coleções. Essa configuração pode ser modificada rapidamente com alguns cliques, proporcionando uma gestão avançada dos acessos e das atividades de cada membro da equipe.

Agora que já entendemos o funcionamento das permissões dos usuários, como podemos inseri-los numa instalação do WordPress? Existem algumas formas, por exemplo, compartilhando usuários entre vários subsites de uma instalação Multisite, importando usuários de um outro website, permitindo que o visitante faça o seu próprio cadastro através de um formulário de Registro ou, ainda, para maior controle de acesso, inserindo manualmente os usuários no website, um por um.

Para inserirmos um usuário manualmente, no Painel de Administração do WordPress, clicamos em adicionar Novo Usuário e preenchemos os dados do formulário. É importante ressaltar que o nome do usuário, utilizado para realizar o login na plataforma, não pode ser alterado posteriormente. Para alterar um login é preciso criar um novo usuário e transferir todas as publicações do antigo login para este novo login. Já os demais campos podem ser alterados a qualquer momento. Neste exemplo, criamos uma conta para a estudante fictícia Ester Tavares, com a função Colaborador. Se mantivermos selecionado o item de “enviar notificação para o usuário”, a Ester receberá um e-mail informando sobre o seu cadastro, bem como um link para alterar a sua senha e realizar o login no website.

No painel de gerenciamento dos usuários do WordPress, visualizamos que nossa usuária fictícia já foi incluída. Neste painel gerenciador, os usuários estão organizados por categorias. Por exemplo, neste website, temos um usuário Administrador, um usuário colaborador (a Ester Tavares) e 61 usuários Assinantes, como mostram os números ao lado de cada categoria.

Agora que já possui uma conta, a Ester pode efetuar o login. Em geral, a página de login de um website em WordPress pode ser acessada digitando-se wp-admin logo após o endereço do website no navegador. O login também pode ser feito por meio de links e formulários inseridos no próprio website, como observamos no rodapé do Webmuseu Tainacan Lab.

Na página de login do WordPress, podemos inserir o nome de usuário e a senha no formulário, clicando em seguida no botão Acessar. Isso fará com que o usuário acesse a instalação do WordPress específica para aquele website. Reforçando este conceito, cada website WordPress tem sua própria instalação e seus próprios usuários cadastrados. O formulário de acesso pode incluir, ainda, alguns avisos, como este do Tainacan Lab, informando que todas as ações realizadas serão registradas e poderão ser consultadas pelos Administradores. Por padrão, o WordPress e o Tainacan já registram o histórico de versões e de alterações nos seus conteúdos, vinculando estas alterações aos usuários que as realizaram.

Entretanto, plugins como o WP Activity Log podem ir bem mais além, registrando o dia e a hora em que o usuário fez o login e todas as suas ações enquanto estava logado, dentre outros recursos de gestão. Isto é muito importante para a segurança de um website institucional, para correta atribuição das responsabilidades e também para o registro das atividades remotas, como trabalho e ensino à distância. Deste modo, o login e senha funcionam como uma espécie simplificada de assinatura digital. Daí a importância de cada usuário ter o seu próprio login e senha, sem compartilhá-lo com ninguém, utilizando ainda senhas fortes para proteger a conta e autenticação de dois fatores, quando disponível.

O WP Activity Log é um plugin freemium, ou seja, possui uma versão free, gratuita, e uma versão premium, com recursos adicionais pagos. Para a maioria dos casos, a versão gratuita já é suficiente.

Uma vez logado no WordPress do website, o usuário terá acesso ao Painel Administrativo. A página inicial exibe informações sobre o website, as últimas atividades e publicações que foram feitas nele, um campo para rascunhos rápidos de posts do blog e novidades sobre a comunidade WordPress. Dependendo dos plugins instalados, outros quadros podem ser adicionados nesta tela inicial, que o usuário customiza como quiser na aba superior “Opções de Tela”.

No menu lateral do Painel, clicando em Perfil, o usuário personaliza suas preferências. A primeira delas é uma caixa que desabilita o editor visual.

O Editor Visual é um recurso que permite inserir o conteúdo nas páginas e posts de forma rápida e visualizar imediatamente a sua formatação, como um processador de texto. Se o editor estiver desabilitado, o texto será exibido em HTML, que é uma linguagem de marcação de texto. Por isto, recomendamos deixar esta opção desmarcada, pois ela agiliza a inclusão de conteúdo, mesmo para quem sabe programação. Esta é, aliás, uma das principais vantagens do WordPress: sua interface gráfica, que permite qualquer um publicar websites sem a necessidade de escrever códigos.

Em seguida, nas configurações do Perfil, podemos selecionar as cores do painel. O WordPress nos oferece oito paletas como opção.

Para além das questões de preferências estéticas, podemos utilizar as paletas de cores para nos auxiliarem na contextualização do website, por exemplo, escolhendo um jogo de cores para nossos websites pessoais e outro diferente para os websites do trabalho. Neste caso aqui, adotei as cores padrão para o Webmuseu Tainacan Lab e a paleta Oceano para o Tainacan Lab da Escola de Ciência da Informação da UFMG. Assim, as cores ajudam na identificação do website ao qual estamos logados, prevenindo equívocos.

Para quem prefere utilizar o teclado e não o mouse, os atalhos fornecem acessos digitados a diversos comandos. Confira a lista completa dos atalhos clicando em “mais informações”.

A opção Barra de Ferramentas permite ativar (ou não) a barra de ferramentas enquanto se está logado e visitando o website.

Se ativado este recurso, uma vez logado, um menu em forma de barrinha preta e fina aparecerá no topo do website, permitindo o acesso rápido ao painel administrativo do WordPress e ao perfil do usuário. Particularmente, prefiro deixar esta barrinha desativada, trabalhando sempre com duas janelas abertas no navegador: uma no painel do WordPress e outra no website publicado, conferindo os resultados das minhas alterações sem a interferência visual deste menu superior. Entretanto, isto é uma questão de preferência.

O idioma do painel de controle pode seguir as configurações selecionadas pelo Administrador do website ou serem customizadas pelo usuário.

O próximo passo é inserir o nome e o apelido, utilizado por alguns recursos e temas do WordPress. Além disto, aqui definimos como gostaríamos que o WordPress exibisse o nosso nome publicamente em postagens e comentários.

Nas informações de contato, é permitido inserir um endereço de site ou rede social. O e-mail adicionado no momento do cadastro pode ser alterado também, sendo necessário confirmar o novo endereço através de um link encaminhado automaticamente pelo WordPress para a nova conta cadastrada. O novo endereço de e-mail não ficará ativo até ser confirmado.

Na seção Sobre Você, há um campo para informações biográficas que são públicas e serão exibidas junto ao nome do usuário, em locais específicos do website, de acordo com o padrão do tema ativado no WordPress. Já a foto de perfil só poderá ser alterada via Gravatar. Mas o que é o Gravatar?

Gravatar é uma imagem que segue você de site a site aparecendo ao lado do seu nome, por exemplo, quando você faz um comentário em um post de blog. É uma plataforma de fotos para perfis utilizado pelos websites desenvolvidos em WordPress e também por outros serviços, como o GitHub.

Inscrever-se no Gravatar é fácil e totalmente gratuito.

Após criar uma conta, o usuário poderá então inserir seus e-mails e suas fotos de perfil preferidas, selecionando qual foto deve aparecer para cada e-mail específico cadastrado na conta do Gravatar. Assim, é possível, por exemplo, selecionar uma imagem para os e-mails profissionais e outra imagem diferente para os e-mails pessoais. Toda vez que o usuário realizar um cadastro ou um login em alguma plataforma conectada ao Gravatar, automaticamente o Gravatar exibirá a foto de perfil correspondente àquele e-mail. Uma mesma conta de Gravatar pode abrigar, portanto, vários e-mails e várias opções de imagem.

Pode demorar um tempinho para a imagem aparecer nos seus websites quando inseridas pela primeira vez no Gravatar, mas depois disto a foto de perfil carrega normalmente.

Por fim, temos algumas opções de gerenciamento de conta, como gerar uma nova senha ou fazer logout em outros equipamentos. Este recurso é muito útil, especialmente quando o usuário acessa o website em algum computador público, mas não tem certeza se fez o logout quando saiu. Caso tenha permanecido conectado em outros dispositivos, clicando em “Fazer logout em outros lugares” a conta será fechada automaticamente nos demais navegadores.

E assim, agora sabemos como inserir usuários no WordPress e editar as configurações de perfil. Vamos conferir mais uma vez como é fácil?

Newsletter

Em breve teremos um newsletter mensal, com conteúdos exclusivos. Não repassamos seus dados a terceiros e não encaminhamos spam. Cadastre o seu melhor e-mail!  Saiba mais

    Assista também